E como a matéria tem que se espiritualizar na exata proporção que o espírito tem que se materializar.

Projetistas fazem canais, arqueiros airam flechas, artífices modelam a madeira e o barro, o homem sábio modela-se a si mesmo. – Buda Gautama Sakyamuni

“Te Advirto, quem quer que sejas, Oh Tu que desejas sondar os Mistérios da Natureza. Como esperas encontrar outras excelências, se ignoras as excelências de tua própria casa? Em Ti está oculto o tesouro dos tesouros.

"Lembra-te que não é o que tu pensas que cria o que tu És. É o que tu És que criou o que tu pensas e que se afastou disso. Assim, portanto, a Vibração estava ligada à consciência mas do vosso ponto de vista: aquele da personalidade."

“Não acredite no que você ouviu;
Não acredite em tradições porque elas existem há muitas gerações;
Não acredite em algo porque é dito por muitos;
Não acredite meramente em afirmações escritas de sábios antigos;
Não acredite em conjecturas;
Não acredite em algo como verdade por força do hábito;
Não acredite meramente na autoridade de seus mestres e anciãos.
Somente após a observação e análise, e quando for de acordo com a razão
e condutivo para o bem e benefício de todos, somente então, aceite e viva para isso.”

Siddharta Gautama, o Buddha


Sim!...o tao sabe disso!
hipocrates sabia disso!
a homeopatia sabe disso!
não existe doenças e sim doentes!
uma pessoa so recebe um vírus...
quando o seu corpo ja esta pronto para recebe-lo!
ou seja,...
ja quebrou sua cadeia imunológica!
e assim é com qualquer patologia!
por isso!....
a unica cura verdadeira!...
é saber conservar o corpo dentro das leis que o regem!
Tomaz Aldano



“Nem mente, nem intelecto, nem ego, nem sentimento ..."
Só amor sabedoria.

Na verdade, é por focalizar-se mais e mais na luz que você atrai a escuridão e você terá que começar a lidar com ela num momento, pois ela é algo que torna você mais poderoso e mais
perigoso para as forças do mal.


14 de julho de 2011

ESTA É REAL


O fantasma da moratória ronda os Estados Unidos e ameaça o mundo



Tudo que era sólido desmancha no ar. A frase de Marx e Engels no Manifesto Comunista parece muito apropriada à situação inusitada vivida hoje pelos EUA. O fantasma da moratória ronda o império e já assusta o mundo. Quem diria?

Por Umberto Martins

Autoridades em economia política como Maria da Conceição Tavares e Luiz Gonzaga Belluzzo, entre outros, julgavam que a dívida dos Estados Unidos não devia ser considerada um problema. Isto porque foi contraída em dólares e teoricamente pode ser paga sem maior esforço que a mera emissão de papel-moeda pelo Federal Reserve (banco central estadunidense). A ideia, de aparência lógica e simplória, não sobrevive aos fatos.

Garantia dramática
Nesta segunda-feira (11), Barack Obama assegurou, durante entrevista coletiva na Casa Branca, que os Estados Unidos “nunca deixaram nem deixarão de pagar suas dívidas”. A garantia dramática foi feita após encontro do presidente com lideranças dos partidos Republicano e Democrata do Congresso. Obama tenta convencer os parlamentares a apoiar um novo teto para a dívida pública. Não é uma tarefa fácil num legislativo controlado por uma oposição que tem os olhos voltados para o pleito presidencial de 2012.

No domingo (10), a diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, também advertiu para a possibilidade de moratória na maior economia capitalista do mundo, que será inevitável caso não se viabilize um acordo entre o governo e o Congresso. As consequências para a economia mundial, ainda convalescente da crise propagada pelo império em 2008 e ameaçada pela turbulência financeira na Europa, podem ser trágicas. A inadimplência americana seria "um golpe tremendo às bolsas ao redor do globo, porque os Estados Unidos são um país muito importante para o restante do mundo", alertou em entrevista à rede ABC.

4/5 do PIB mundial


Atualmente, o limite de endividamento dos EUA é de US$ 14,3 trilhões (cerca de R$ 23,2 trilhões), o que significa 92,3% de todas as riquezas produzidas por lá em um ano, ou seja, do Produto Interno Bruto (PIB). É necessário esclarecer que os números abrangem apenas os débitos públicos. O endividamento total do país (governos, empresas e indivíduos) é bem maior. Equivalia em 2009, segundo dados do FMI, a cerca de US$ 49 trilhões, ou 4/5 do PIB mundial.

Esta não é a primeira vez, e certamente não será a última, que o dilema (de aumentar o teto da dívida pública) é apresentado ao Congresso dos EUA. A questão envolve interesses contraditórios e tem múltiplos aspectos. O endividamento cresceu de forma extraordinária nos últimos anos em função da resposta das autoridades econômicas à crise, que implicou numa brutal elevação das despesas públicas e emissões bilionárias de papel-moeda.

Intervenção ineficaz


A intervenção do Estado, voltada basicamente para o resgate de bancos e banqueiros falidos, não revelou eficiência no combate à crise econômica ou pelo menos da chamada economia real. O índice de desemprego continua elevado (voltou a subir em junho para 9,2%), sinalizando uma economia estagnada e em desaceleração mais de três anos após o início da chamada Grande Recessão, no final de 2007.

É neste contexto que ocorrem os conflitos em torno do nível de endividamento e controle do déficit público. Preocupado com a economia, que pode determinar seu destino nas eleições presidenciais do próximo ano, Obama quer reduzir os cortes e aumentar os impostos das camadas mais ricas da população.

Silêncio sobre gastos militares


Os republicanos querem mais cortes e menos impostos para os poderosos. Parece uma polêmica entre esquerda e direita, conservadores e progressistas, mas não é este o caso. Os gastos militares do império, que ascendem a mais de US$ 1 trilhão de acordo com alguns especialistas, não são questionados por democratas ou republicanos, muito embora pesquisa recente revele que mais de 70% dos contribuintes norte-americanos são contra a intervenção militar do império em outros países, como acontece nesses dias na Líbia, Afeganistão e Iraque.

Não restam dúvidas que os Estados Unidos, bem mais que Grécia e Portugal, estão excessivamente endividados. A dívida, negligenciada por alguns economistas iludidos pelo suposto poder do dólar, é o pano de fundo da crise que se instalou em 2007 e contaminou o mundo, desdobrando-se nos dramas que estão em curso na zona euro.

Superconsumo e superprodução 

O excesso de endividamento foi fomentado pela política monetária do país, marcada por juros negativos, já na gestão de Alan Greenspan no banco central e especialmente a partir da recessão de 2001, quando a taxa básica foi reduzida a 1%. O crédito, farto, barato e fácil, alimentou a bolha imobiliária e o consumismo desbragado da sociedade, resultando no que chegou a ser caracterizado como “crise do subprime” (hipotecas com alto risco de inadimplência).

Com ampla liquidez, o sistema financeiro emprestou até a quem não tinha renda, emprego ou patrimônio. Isto alavancou, a um só tempo, o superconsumo interno e a superprodução mundial de mercadorias. O processo de reprodução ampliada do capital em todo o mundo foi fortemente influenciado pela dívida e o déficit comercial norte-americano transformou-se numa via privilegiada para a realização de capitais estrangeiros de diferentes origens (Japão, Alemanha, China). A hipertrofia do sistema financeiro, chamada por alguns de "financeirização da economia", também tem a ver com os débitos do império.

Com a crise, chegou também a hora da verdade, pois esta funciona, em certa medida, como um purgante para a economia enferma, impondo o ajuste interno e um maior equilíbrio entre poupança, consumo e investimentos. Mas a mão forte do Estado imperialista foi acionada em sentido contrário, inclusive impedindo a destruição de capital fictício.

Parasitismo 
A dívida reflete o crescente parasitismo da economia norte-americana, que ainda hoje vive bem além dos próprios meios que produz, à custa de trabalho alheio (no caso, de outros povos). É produto do hiato entre a poupança interna (“chocantemente baixa” segundo Joseph Stiglitz) e os investimentos, preenchido pelo capital estrangeiro. Compreende-se, portanto, que mais de dois terços da dívida pública do país sejam dívida externa.

Não foram apenas economistas renomados que compraram e difundiram a falsa ideia de que os EUA não deviam se preocupar com dívidas, pois mantêm o poder de emissão da moeda mundial. Os governantes também se iludiram e não vacilaram em estimular o parasitismo. Certamente a posição especial do dólar na economia mundial favoreceu ilusões e permitiu a acumulação de déficits externos que já teriam levado qualquer outro país do mundo à bancarrota.

As autoridades apelaram à emissão para resgatar títulos do Tesouro. Isto produziu inflação no mundo e apressou a desmoralização do dólar, mas não tirou a economia estadunidense do pântano. A crise do capitalismo norte-americano é profunda e estrutural. Sinaliza o esgotamento da ordem econômica internacional, fundada com base na realidade que emergiu após a 2ª Guerra Mundial e ancorada na hegemonia dos EUA e supremacia do dólar. O mundo mudou e o império já não é o mesmo. A necessidade de uma nova ordem mundial não é apenas um desejo dos povos. É um imperativo candente dos novos tempos. 


9 de julho de 2011



O MAIS IMPORTANTE DE TUDO



HILARION

De todas as coisas, o que é mais importante é conhecer a si mesmo, de modo que você possa preencher as suas próprias necessidades, à medida que elas cheguem para o seu conhecimento. Você tem todas as respostas em seu interior, Amados. Arrume um tempo para ouvi-las.

7 de julho de 2011





SETE PASSOS PARA SUPERAR O CONTROLE DO EGO




Por Wayne W. Dyer
Aqui estão sete sugestões para ajudá-lo a transcender idéias arraigadas sobre a própria importância. Todas estas são concebidas PARA AJUDAR A IMPEDI-LO DE SE IDENTIFICAR FALSAMENTE COM A AUTO-IMPORTÂNCIA DO EGO.

1 – Deixe de ficar ofendido.

O comportamento dos outros não é motivo para ficar retido. Aquilo que o ofende somente o enfraquece. Se estiver procurando ocasiões para ficar ofendido, você as encontrará a cada oportunidade. ESTE É O SEU EGO OPERANDO, CONVENCENDO-O DE QUE O MUNDO NÃO DEVERIA SER ASSIM. Mas você pode se tornar um apreciador da vida e se equiparar ao Espírito universal da Criação. Você não pode alcançar o poder da intenção ao ficar ofendido. De qualquer modo, aja para erradicar os horrores do mundo que emanam da identificação massiva do EGO, mas fique em paz. COMO “UM CURSO EM MILAGRES” NOS LEMBRA: “A PAZ É DE DEUS, VOCÊ QUE É PARTE DE DEUS, NÃO ESTÁ NO LAR, EXCETO EM SUA PAZ. O SER É DE DEUS, VOCÊ QUE É PARTE DE DEUS NÃO ESTÁ NO LAR, EXCETO EM SUA PAZ”. Ficar ofendido cria a mesma energia destrutiva que o ofendeu em primeiro lugar e leva ao ataque, ao contra-ataque e à guerra.

2 – Libere a sua necessidade de vencer.

O ego adora nos dividir em vencedores e perdedores. A busca da vitória é um meio infalível de evitar o contato consciente com a intenção. Por quê? Porque em última instância, a vitória é impossível o tempo todoALGUÉM LÁ FORA SERÁ MAIS RÁPIDO, MAIS AFORTUNADO, MAIS JOVEM, MAIS FORTE E MAIS INTELIGENTE, E NOVAMENTE VOCÊ SE SENTIRÁ INÚTIL E INSIGNIFICANTE.

Você não é o seu prêmio ou a sua vitória. Você pode curtir a competição, E SE DIVERTIR EM UM MUNDO ONDE A VITÓRIA É TUDO, mas você não tem que estar lá em seus pensamentos. Não há perdedores em um mundo onde todos compartilham a mesma fonte de energia. Tudo o que você pode dizer em um determinado dia é que você realizou em um determinado nível, em comparação aos níveis de outros neste dia. Mas hoje é outro dia, com outros competidores e novas circunstâncias a considerar. Você está ainda na presença infinita em um corpo que está em outro dia, ou em outra década, mais velho.Deixe ir a necessidade de vencer, sem concordar que o oposto de vencer é perder. ESTE É O MEDO DO EGO. Se o seu corpo não está atuando de modo a vencer neste dia, ele simplesmente não se importa quando você não está se identificando exclusivamente com o seu ego. Seja o observador, notando e apreciando tudo isto sem precisar ganhar um troféu. Esteja em paz, e corresponda com a energia da intenção. E, ironicamente, embora você quase não o perceba, MAIS VITÓRIAS SE APRESENTARÃO EM SUA VIDA QUANDO MENOS AS PERSEGUIR.

3 – Deixe ir a sua necessidade de estar certo.

O EGO É A FONTE DE MUITOS CONFLITOS E DESAVENÇAS, PORQUE ELE O EMPURRA NA DIREÇÃO DE TORNAR OUTRAS PESSOAS ERRADAS. Quando você é hostil, está desconectado do poder da intenção. O Espírito Criativo é bondoso, amoroso e receptivo; e livre da raiva, do ressentimento ou da amargura. Liberar a sua necessidade de estar certo em suas discussões e relacionamentos é como dizer ao ego: eu não sou um escravo para você. Eu quero aceitar a bondade e rejeitar a sua necessidade de estar certo. Realmente, eu oferecerei a esta pessoa uma oportunidade de se sentir melhor, dizendo que ela está certa, e lhe agradecer por me apontar na direção da verdade.

Quando você deixa ir a necessidade de estar certo, é capaz de fortalecer a sua conexão com o poder da intenção. Mas tenha em mente que o ego é um combatente determinado. Eu tenho visto pessoas terminarem relacionamentos maravilhosos, apegando-se a sua necessidade de estar certo, interrompendo-se no meio de um argumento e se questionando: “Eu quero estar certo ou ser feliz?” Quando você escolhe o humor feliz, amoroso e espiritualizado, a sua conexão com a intenção é fortalecida.Estes momentos expandem no final das contas, a sua nova conexão com o poder da intenção. A Fonte universal começará a colaborar com você, criando a vida que você pretendia viver.

4 – Deixe ir a sua necessidade de ser superior.

A verdadeira nobreza não se refere a ser melhor do que outra pessoa.TRATA-SE DE SER MELHOR DO QUE VOCÊ COSTUMAVA SER. Permaneça focado em seu crescimento, com uma consciência permanente de que NINGUÉM NESTE PLANETA É MELHOR DO QUE OUTRO. Todos nós emanamos da mesma força de vida criativa. Todos nós temos uma missão de compreender a nossa essência pretendida. Tudo o que precisamos para cumprir o nosso destino nos está disponível. NADA DISTO É POSSÍVEL QUANDO VOCÊ SE VÊ COMO SUPERIOR AOS OUTROS. É um velho provérbio, mas, entretanto, verdadeiro: Somos todos iguais aos olhos de Deus. Deixe ir a sua necessidade de se sentir superior, vendo a revelação de Deus em todos. Não avalie os outros com base em sua aparência, em suas conquistas, posses e em outros índices do ego. Quando você projeta sentimentos de superioridade, isto é o que você recebe de volta, levando a ressentimentos, e principalmente, a sentimentos hostis. Estes sentimentos se tornam o veículo que o distancia mais da intenção. “Um Curso em Milagres”TRATA DESTA NECESSIDADE DE SER ESPECIAL E SUPERIOR. A PESSOA QUE SE JULGA ESPECIAL SEMPRE FAZ COMPARAÇÕES.

5 – Deixe ir a necessidade de ter mais.

O MANTRA DO EGO É MAIS. ELE NUNCA ESTÁ SATISFEITO. NÃO IMPORTA QUANTO VOCÊ CONSIGA OU ADQUIRA, SEU EGO VAI INSISTIR QUE NÃO HÁ O SUFICIENTE. Você se encontrará em um estado perpétuo de esforço para obter, eliminando a possibilidade de nunca chegar. Entretanto, na realidade, você já chegou, e como você optar por usar este momento presente de sua vida, é sua escolhaIRONICAMENTE, QUANDO VOCÊ DEIXA DE PRECISAR MAIS, MAIS DO QUE VOCÊ DESEJA PARECE CHEGAR A SUA VIDA. Desde que você se desligou da necessidade por isto, você achará mais fácil transmiti-lo aos outros, porque você compreende quão pouco você precisa a fim de ficar satisfeito e em paz.

A Fonte universal está contente com ela mesma, expandindo-se constantemente e criando nova vida, sem tentar se apegar as suas criações para seus próprios propósitos egoístas. Ela cria e libera. Quando você libera a necessidade do ego de ter mais, você se unifica a esta Fonte. Você cria, atrai para si e libera, nunca exigindo que mais venha ao seu caminho. Como um apreciador de tudo o que se apresenta, você aprende a poderosa lição de S. Francisco de Assis: “É dando que recebemos.” Ao permitir que a abundância flua para e através de você, você se equipara a sua Fonte e garante que esta energia continue a fluir.

6 – Deixe de se identificar com base em suas realizações.

Este pode ser um conceito difícil se pensar que vocês são as suas realizações. Deus canta todas as músicas, Deus constrói todos os prédios, Deus é a fonte de todas as suas realizações. EU POSSO OUVIR O SEU EGO PROTESTANDO EM VOZ ALTA. Entretanto, permaneça atento a esta idéia. Tudo emana da Fonte! VOCÊ E ESTA FONTE SÃO UM! Você não é este corpo e as suas realizações. VOCÊ É O OBSERVADOR. Observe tudo isto; e seja grato pelas habilidades que acumulou. Mas dê todo o crédito ao poder da intenção, que lhe trouxe à existência e da qual é uma parte materializada. Quanto menos precisar assumir o crédito pelos seus empreendimentos e mais conectado permanecer às sete faces da intenção, mais estará livre para realizar, e mais se apresentará para você. Quando você se liga a estas conquistas e acredita que APENAS VOCÊ que está fazendo todas estas coisas, VOCÊ DEIXA A PAZ E A GRATIDÃO DE SUA FONTE.

7 – Deixe ir a sua reputação.

SUA REPUTAÇÃO NÃO ESTÁ LOCALIZADA EM VOCÊ. ELA RESIDE NAS MENTES DOS OUTROS. Portanto, você não tem nenhum controle sobre tudo isto. Se falar para 30 pessoas, você terá 30 reputações. Conectar-se à intenção significa ouvir o seu coração e se conduzir baseado naquilo que a sua voz interior lhe diz que é o seu propósito aqui. Se estiver muito preocupado em como será percebido por todos, então você se desliga da intenção e permite que as opiniões dos outros o oriente. ESTE É O SEU EGO OPERANDO. É uma ilusão que se interpõe entre você e o poder da intenção. Não há nada que não possa fazer, A MENOS QUE SE DESCONECTE DA FONTE DE PODER E SE TORNE CONVENCIDO DE QUE O SEU PROPÓSITO É PROVAR AOS OUTROS COMO VOCÊ É PODEROSO E SUPERIOR, E GASTE A SUA ENERGIA TENTANDO GANHAR UMA GIGANTESCA REPUTAÇÃO ENTRE OUTROS EGOS. Permanecer no propósito, desligar-se do resultado, e assumir a responsabilidade pelo que faz, reside em você: SEU CARÁTER. Deixe que a sua reputação seja debatida por outros. Ela nada tem a ver com você. Ou como o título de um livro diz: “O que você pensa de mim, não é da minha conta.”

© 2008 Direitos Autorais Dr. Wayne W Dyer
DALAI LAMA
“É muito melhor perceber um defeito em si mesmo, do que dezenas no outro, pois o seu defeito você pode mudar.”

EXRAIDO DO BLOG CONEXÕES E REFLEXÕES


Governo torna públicos relatos sobre discos voadores avistados no Brasil desde 1952


Uma portaria publicada hoje pela Aeronáutica regulamenta o acesso a informações do governo sobre Ovnis, objetos voadores não-identificados.
“Após a devida catalogação, tais registros devem ser enviados ao...
Centro de Documentação e Histórico da Aeronáutica que, por sua vez, encaminhará os originais ao acervo do Arquivo Nacional, oferecendo à sociedade acesso a esta documentação”, informou a Aeronáutica.
Segundo a portaria, os relatos dos usuários de serviços de controle do tráfego aéreo devem ser feitos em formulários próprios e entregues regularmente ao centro de documentação citado.
Hoje, o Arquivo Nacional tem sob sua guarda relatos sobre ovnis, fotografias e desenhos reunidos pelo governo entre 1952 e 1989.
Ao total, são 1.562 páginas de documentos que tratam desses objetos e luzes não identificadas nos céus.
Os papéis mostram, inclusive, a participação oficial do governo nas investigações de objetos luminosos desconhecidos.
Reportagem da Folha publicada no ano passado mostrou trechos de informes “confidenciais” do SNI (Serviço Nacional de Informações), então órgão de espionagem da ditadura militar brasileira (1964-1985). “A forma do objeto era cilíndrica, quase cônica”, dizia um dos relatórios.
Esses documentos eram sigilosos até recentemente, tendo sido liberados ao acesso público pelas Forças Armadas entre outubro de 2008 e setembro de 2009.
O entrega dos dados sobre Ovnis ocorreu após um pedido feito pela CBU (Comissão Brasileira de Ufólogos) à Casa Civil, em 2007.
A Aeronáutica, em nota, ressalta que “não dispõe de uma estrutura especializada para realizar investigações científicas a respeito desses fenômenos aéreos”, por isso limita-se a registrá-los.
fonte:folha
Poderá ta

ACEITAÇÃO AMOROSA DE TODOS É SEU MODO  NATURAL NATURAL DE SER Mensagem de Saul por John Smallman
em 17 de abril de 2011



A vida como humano é estranha.

Vocês nascem impotentes num corpo pequeno, totalmente dependentes de sua mãe pelos primeiros anos de vida humana, mas vocês são constantemente encorajados para desenvolver uma personalidade individual dirigida para a competência pessoal que os capacitará a viver independentemente, como um ser totalmente separado de seus pais.

Não poderiam ter melhor demonstração da insanidade da ilusão que vocês criaram para jogar e se esconder de Deus.

Vocês são todos Um com os outros e com Deus, porque Deus contém tudo o que existe, e neste estado tudo o que vocês possam desejar ou precisar é providenciado imediatamente.

Mesmo assim vocês escolheram o impossível.

Vocês tentaram se separar d'Ele e da infinita alegria desse estado para experimentar com ideias insanas que vocês pensavam que poderiam provar que vocês não precisavam d'Ele.

Ele lhes deu tudo, o que significava que vocês eram completamente livres para imaginar e experienciar qualquer coisa que lhes agradasse.

Com esta liberdade vocês criaram um ambiente ilusório onde lhes era possível dar uma aparente existência a tudo que vocês escolhessem imaginar.

Sua primeira ação foi bloquear sua consciência de Deus, assim seu ambiente ilusório pareceria totalmente real, e a consequente aparente separação da sua divina Fonte de existência inevitavelmente os encheu de confusão, medo e dor.

Desde que vocês tomaram essa decisão vocês têm se esforçado para se convencer de que vocês são seres individuais reais absolutamente separados do seu Pai celestial.

Mas vocês não têm sucesso, porque Ele implantou em vocês a chama inextinguível do Seu Amor por vocês.

Despertar na total consciência é liberar a ilusão e a realidade surreal que os envolvem.

Para ajudá-los a despertar vocês podem pedir assistência e orientação espiritual ilimitada do seu eterno Lar celestial.

Uma multidão de guias e seres angélicos está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana para responder imediatamente a qualquer pedido de ajuda feito por vocês.

Por causa do seu estado separado parece que vocês ferem os outros e são feridos pelos outros, mas isto verdadeiramente é uma percepção ilusória, e o passo mais básico que vocês podem dar é liberarem-se de qualquer sentimento de culpa por tudo que parece que vocês têm feito aos outros, e então perdoarem-se.

Assim que vocês realmente se perdoarem, torna-se impossível para vocês julgarem ou condenarem os outros; mas para verdadeiramente se perdoarem, vocês precisam olhar para as suas aparentes más condutas e para as circunstâncias em que elas ocorreram para que vocês possam entender por que vocês tiveram essas atitudes - sempre há razões que na época faziam algum tipo de sentido - e então deixar ir a ponderação e o autojulgamento resultantes.

Uma vez feito isto, só o que lhes resta é algo muito importante - Amor - o qual vocês mantêm no seu interior, e o qual vocês desejam intensamente compartilhar indiscriminadamente com todos, tal como o seu Pai.

Vocês perceberão que a aceitação amorosa de todos é o seu modo natural de ser, e que vocês compartilham com Deus.

Qualquer outro comportamento não faz sentido algum e simplesmente parará de ocorrer quando vocês vierem a reconhecer sua unidade com Ele, de Quem o Amor infinito flui constantemente para Sua amada criação.

Não existe falta de Amor, a energia divina infinita; só existe a relutância em aceitá-lo incondicionalmente e ser parte dele.

Essa relutância também é parte da realidade ilusória à qual vocês se apegam, tentando negar ou bloquear a ternura e o Amor que são permanentemente oferecidos para vocês.

Entretanto, vocês sucumbirão a esse Amor, e vocês o compartilharão com todos, porque esta é a sua vontade e a Vontade divina que seja assim.

Fazer isto os impulsionará inexoravelmente para o estado desperto, no qual tudo se torna claro como cristal e vocês verão seu atual ambiente como ele é - não-existente.

Sua liberação da culpa e a inevitável dissolvência dela é um sinal indubitável de que vocês estão avançando, e avançando vocês verão sua ansiedade e sua descrença dissolverem-se conforme vocês se aproximam do momento de despertar.

Vocês estão no caminho para o Céu - a Realidade Divina de Deus - em que toda a vida e existência estão.

Suas atitudes afetam diretamente o seu progresso, e assim que sua única atitude - a filosofia que vocês vivem e demonstram - for amor incondicional e perdão, a paz os envolverá, visto que o reconhecimento da sua unidade com seu Pai tornar-se-á real para vocês.

Quando isto acontecer, todos os seus medos diminuirão gradativamente - o que há para se temer quando vocês sabem que são Um com Deus? - e a aceitação incondicional de si e dos outros substituirá toda a sua dúvida e descrença.

Vocês verão que sua vida na ilusão é uma oportunidade fantástica para assistir no despertar da humanidade, um evento de uma maravilha sem precedentes, que trará a Luz para a ilusão, dissolvendo-a completamente.

Saber que isto ocorrerá lhes dará confiança absoluta no constante e imutável Amor de Deus e na aceitação de vocês em todos os momentos de sua existência.

Tudo está bem porque Tudo é Deus, e vocês despertarão.

Com muito amor, Saul.



fonte: http://johnsmallman.wordpress.com/
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
Respeite os créditos

6 de julho de 2011

MUDANÇA DE PADRÃO





Mudando o padrão psíquico,
mudam as vibrações.


Mudando o homem internamente 
muda o mundo de fora,por repercussão
direta.


mudando o padrão das energias,
mudam as companhias extrafisicas
correspondentes

4 de julho de 2011


Assunto: Transição Planetária

Pelas informações que recebemos dos nossos amigos do lado de la, a Terra encaminha-se para a sutilização.

Atualmente, o planeta se encontra na 3ª biodimensão, mas está prestes a passar para a 4ª biodimensão, outro universo paralelo mais sutil que este. Essa passagem já se iniciou, e deverá atingir seu ápice quando o setor do nosso Sistema Solar junto à Via Láctea passar definitivamente por um portal universal dimensional, que os estudiosos chamam de Cinturão de Fótons.

Conforme as afirmações da autora Christiana Bastos Tigre, também conhecida como Ma Jivan Bhumi, os astrônomos Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, concluí­ram que o nosso Sistema Solar gira em torno da estrela central da constelação das Plêiades, chamada Alcione.

Nosso Sol é a oitava estrela da constelação (localizada a aproximadamente 28 graus de Touro) e leva 26 mil anos para completar uma órbita ao redor de Alcione. Em 1961, descobriu-se, com a ajuda de satélites, que Alcione tem ao seu redor um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de seus sistemas (inclusive o nosso). Este anel é o que chamamos Cinturão de Fótons.

O Sistema Solar vem penetrando neste Cinturão de Fótons desde 1972. A Terra, especificamente, começou a penetrá-lo em 1987 e está avançando gradativamente e até em 2012 estará totalmente imersa em sua luz.

Quando o planeta Terra penetrar definitivamente por esse portal dimensional, todos os átomos e moléculas do planeta passarão por uma transformação sob a influência da energia fotônica, precisando adaptar-se a novos parâmetros vibracionais.

Isto é o que chamamos de transição planetária. Bárbara Marciniak, autora da obra 'Mensageiros do Amanhecer', e a astróloga Bárbara Hand Clow, autora de 'The Pleidian Agenda' receberam várias canalizações de seres pleiadianos que falam sobre as transformações que estão ocorrendo em nosso planeta e na preparação a que precisamos submeter-nos nessa mudança dimensional.

Tudo que existe na superfí­cie da 3ª biodimensão passará para a superfí­cie da 4ª biodimensão. Isto vem ocorrendo desde a década de 80, quando a Terra começou a ingressar no Cinturão de Fótons. As conexões interdimensionais ocorrem por ressonância, e para sobrevivermos à radiação fotônica, temos que nos afinar ao novo campo vibratório.

Para suportar as vibrações da passagem dimensional, é preciso sutilizarmos nossos corpos, que nos desanimalizemos, que nos purifiquemos dos instintos animais que nos prendem às vibrações da 3ª biodimensão. Para tanto, é preciso que façamos uma limpeza e requalificação dos corpos fí­sico, emocional, mental e espiritual.

Quando a passagem dimensional se completar, a maioria dos habitantes da Terra não estará em condições de suportar as novas vibrações. Os espí­ritos sombrios, trevosos, que sentem prazer no mal, no egoí­smo, no destrutivismo, não suportarão as vibrações mais sutis da 4ªbiodimensão.

Essas vibrações são tão elevadas que produziriam choques eletromagnéticos no corpo fí­sico dessas pessoas negativas, o que seria como se elas tocassem em fios de alta tensão, coisa que provocaria sua morte instantânea.

Se essas pessoas negativas ficassem aqui para a transição dimensional, até mesmo seus corpos astrais mais densos seriam desintegrados. As dimensões de ressonância do nosso mundo fí­sico em relação ou plano astral serão totalmente modificadas.

Por isso, entidades extraterrestres estão atuando intensamente para retirar essas pessoas da Terra e levá-las para outros planetas da 3ª biodimensão. Segundo consta, a retirada das pessoas negativas não será no corpo fí­sico; elas serão retiradas em corpo astral. Não faz parte dos planos superiores levá-las para outros planetas com o corpo fí­sico; antes é necessário que elas deixem o corpo fí­sico através do que chamamos de 'morte'.


Essas mortes devem ocorrer, e já estão ocorrendo, provocadas pelo próprio desequilí­brio coletivo, através de enfermidades causadas pelos desajustes corporais, como os vários tipos de câncer, infartos, derrames, AIDS, etc., pelos distúrbios mentais, distúrbios emocionais e pela maneira viciosa de viver dos seres humanos terrestres. As pessoas estão e vão continuar provocando sua própria morte por livre-arbí­trio.


Existem alguns seres que não querem, de forma alguma, ser retirados daqui. Estes seres estão formando verdadeiras legiões de bilhões de seres negativos, constituindo imensos exércitos de rebelião, com o objetivo de permanecer na Terra.

Ocorre que, feliz ou infelizmente, se isso acontecesse elas não pereceriam apenas no plano fí­sico, seus corpos astrais também seriam desintegrados e nessas condições eles não teriam como encarnar mesmo depois de milhões e milhões de anos.

O processo de recomposição dos corpos astrais é extremamente demorado, especialmente tendo sido destruí­dos de forma voluntária, já que isso significaria uma espécie de suicí­dio astral que não é permitido pelas Leis Superiores.

Para executar as determinações destas Leis Superiores, há seres que atuam sobre os raios da Justiça, do Poder e do Amor. Eles assumiram o trabalho de fazer a retirada compulsória dos espí­ritos trevosos do planeta Terra e de fazer a reciclagem da população com espí­ritos de ní­vel superior, vindos de mundos mais evoluí­dos...

Eis alguns dos efeitos previstos na transição planetária:


1. A energia do Cinturão de Fótons penetrará no interior de toda a matéria existente da 3ª dimensão, produzindo a inversão das polaridades das moléculas e a aceleração da intimidade atômica.


2. O choque da energia do Cinturão de Fótons com as vibrações mentais das pessoas poderá causar mal estar e doenças nos indiví­duos despreparados e de baixo ní­vel vibracional, decorrente de sentimentos negativos como ódio, raiva, inveja, despeito, vingança, cobiça, crueldade, injustiça, enfim, todos os sentimentos animalizados.


3. A radiação do Cinturão de Fótons afetará fí­sica e psicologicamente o ser humano, resultando em mudanças de comportamento, na cultura e na economia.


4. As partí­culas subatômicas serão aceleradas a tal ponto que a matéria entrará para a 4ª biodimensão. Os corpos ficarão menos densos (serão sutilizados) e ficarão mais leves, com a gravidade terrestre reduzida.


5. Também está prevista a aproximação de um grande astro que influenciará no clima e no magnetismo da Terra, provocando a subida do ní­vel do mar e a inundação das partes baixas de vários paí­ses, coisa que terá graves consequências na economia e nas relações internacionais.


6. Finalmente, o eixo da Terra voltará a ser vertical, provocando catástrofes como terremotos, erupções vulcânicas, inundações e maremotos.

Além da passagem pelo portal dimensional, fomos informados também de que há um planeta que está se aproximando rapidamente do nosso Sistema Solar, dotado de um campo magnético extremamente poderoso, que está influindo no campo magnético e gravitacional da Terra.
Isso está fazendo com que verdadeiras falanges de seres negativos estejam surgindo em massa na superfí­cie do planeta. Esse astro intruso, dotado de outro campo gravitacional, está puxando como um í­mã esses seres negativos do plano astral, e trazendo-os para a superfí­cie. Tais seres estão tentando (e em grande parte conseguindo) montar impérios na quarta dimensão astral, e a hierarquia superior está permitindo que isso ocorra, por motivos cármicos nestes tempos de transição.

Isto significa que cada pessoa que descuidar de suas emoções, de seus sentimentos, pensamentos e ações, irá deparar-se com uma falange de milhares de entidades inferiores, que tentarão de todas as formas vampirizar e manipular a pessoa. Especialmente se a pessoa diminui, de algum modo, seu grau de consciência, seja através da bebida, uso de drogas ou manutenção de sentimentos negativos, ela corre o sério risco de submeter-se a essas entidades que buscarão fazer com que faça coisas que, em seu estado lúcido, plenamente consciente, não faria.

É preciso ficar claro que só é escravizado aquele que dá ensejo à atuação dos tiranos da liberdade. Portanto, que isto sirva como um alerta. A cada dia que passa, as entidades inferiores estão subindo à superfí­cie do planeta, e é preciso redobrarmos nossa atenção no que pensamos, no que sentimos, no que fazemos, no que falamos, enfim, em toda a nossa manifestação.

É preciso eliminarmos ou minimizarmos a energia negativa que existe dentro de nós e, para tanto, é preciso muito trabalho. É preciso, antes de tudo, querer firmemente, é preciso vontade para tanto. Sem isso não conseguiremos nada; esta é a responsabilidade que cabe a cada um de nós.

Para vencermos as dificuldades deste mundo, é preciso eliminar a origem das dificuldades de nós mesmos. Se não nos trabalharmos, se não nos transformarmos, não suportaremos as ondas vibracionais mais sutis da nova Terra que está para surgir.


Por isso é tão necessário que comecemos imediatamente a fazer uma revisão de nossas emoções, sentimentos, pensamentos e ações, procurando modificar positivamente nosso comportamento, buscando viver em harmonia como nossos semelhantes e com o meio ambiente.


Nos dias que já se iniciaram e que nos esperam, precisaremos de muita energia interior para permanecermos firmes e equilibrados em todos os setores da vida...


Precisamos aprender muito sobre as Leis da Vida, especialmente sobre as Leis de Ação e Reação, porque somente através da compreensão dessas Leis, e a confiança nelas, teremos a tranquilidade necessária nesta época turbulenta que atravessamos.


Estamos numa fase decisiva e de muita definição. Muitas vezes, não compreendemos o porquê de tanta violência, tanta dor, tanta doença, tanta desigualdade social e cultural, coisas que tanto nos têm feito sofrer.

Em função da iminente transição planetária, o ambiente terrestre deverá tornar-se cada vez mais hostil e agressivo, aparentemente injusto e desumano, e precisamos aprender a fortificarmo-nos para enfrentarmos a vida em todos os setores, seja em nossa vida familiar, no meio externo desde os vizinhos até o trabalho, na escola, no governo e na sociedade como um todo.

Após a grande transição planetária, surgirá na Terra uma nova civilização, purificada dos ví­cios emocionais, mentais e fí­sicos. Como já disse, nem todos os que vivem hoje no planeta poderão permanecer aqui após a transição, pois os antigos ví­cios não serão mais tolerados pelas novas vibrações da Terra.


As pessoas que não se educarem e não se transformarem para suportar equilibrada e harmoniosamente o processo de sutilização vibracional, serão levadas para outros planetas da 3ª biodimensão. Nesses mundos, essas pessoas encontrarão um ambiente semelhante ao que a Terra tinha no princí­pio, onde terão a oportunidade de continuarem seu desenvolvimento espiritual.


Precisamos saber que a Vida não termina quando a vestimenta de carne morre. Esta roupagem de carne passa por diversos processos de transformação e nesses processos, quando provocados por vibrações mais sutis, mais elevadas, chega a atingir uma vibração tamanha que é como se o ser estivesse na 4ª biodimensão, desenvolvendo uma série de capacidades que chamamos atualmente de 'paranormais', como a clarividência, clariaudiência, capacidade de ver à distância, de ver o passado, de ver o futuro, de ver outras dimensões, efetuar projeções

astrais que é a capacidade de sairmos do corpo e voltarmos lembrando-nos de tudo o que fizemos fora dele, capacidade de lembrar-nos de outras vidas, auto-regressão a vidas passadas, etc.

Cada pessoa precisa evoluir no seu próprio ritmo com suas próprias forças. É preciso evitar entregar nossas vidas na mão de outras pessoas, que muitas vezes se auto denominam de messias, mestres e contatados.

Cada um de nós, por seu próprio esforço e dedicação, precisa despertar a consciência para sua verdadeira identidade, e assim saber qual é seu verdadeiro papel diante da vida.

Todo aquele que deseja viver com maior tranquilidade deve procurar tornar-se consciente através do estudo e da vivência das Leis Superiores, sem restringir-se a nenhum conceito religioso pré-determinado, mas sim fazendo uma rigorosa seleção do material apresentado pelas diferentes religiões.

através de um processo de auto-aprimoramento podemos transformar até mais de 60% da nossa genética hereditária. Nessa transformação começamos a sentir nossas próprias vibrações espirituais e identificar nossa verdadeira natureza.

O amadurecimento pessoal ocorre em consequência de uma constante vigilância e atenção aos motivos pelos quais as coisas acontecem conosco. Através disso, podemos reformular nosso modo de sentir, de pensar e de agir, mesmo que seja preciso atuar de maneira diferente daquilo que a cultura, a escola, a famí­lia e o meio ambiente nos impõe. Assim, podemos manifestar padrões de comportamentos bem distintos daqueles que a maioria manifesta.


Muitas pessoas, embora não tenham uma clara consciência disso, são provenientes de outros planetas e planos evolutivos, e estão encarnando na Terra para contribuir com a elevação vibracional da humanidade.


Estas pessoas apresentam uma série de caracterí­sticas emocionais e mentais diferentes da maioria dos seres humanos terrenos; em geral sentem-se como se não pertencessem a este mundo e seus padrões de comportamento geralmente seguem um conjunto de procedimentos especí­ficos.


Vejamos algumas das caracterí­sticas dessas entidades:

1. A pessoa não se contenta em viver simplesmente em busca de objetivos efêmeros.

2. Para ela, não basta apenas ter um trabalho estável, uma condição material satisfatória e o lado afetivo preenchido.


3. Para ela o ser humano é muito mais do que isso, é um ser que precisa sentir intensamente cada vez mais sua vida e a vida daqueles que o cercam.


4. Ela não é uma pessoa isolada, preocupa-se muito com a felicidade dos outros.


5. É como se quisesse participar de uma felicidade coletiva, de uma harmonia entre as pessoas.


6. Muitas vezes ela se choca ao perceber a maldade humana e ver o quanto poderí­amos ser felizes mas, devido ao egoí­smo, à agressividade, a mágoas, a vaidades e orgulhos, não somos.

7. Ela sente que não pertence a este mundo, que não se enquadra nas leis deste mundo. É como se ela lembrasse, mas ao mesmo tempo não conseguisse visualizar suas recordações de um lugar muito diferente deste.

8. Ela estranha a maneira com que as pessoas vivem aqui.


9. Muitas vezes ela gosta de ficar sozinha, pensando, tentando adaptar-se a este mundo, tentando compreender porque as pessoas vivem dessa maneira, e passam algum tempo assim.


A pessoa pode passar anos com esses sentimentos, até o despertar da lucidez com a descoberta de quem ela é de fato, de onde ela veio e para quê.


Muitas vezes trata-se de seres originários de planetas muito mais avançados que a Terra. Essas pessoas estão nascendo nos mais diversos locais em variadas situações socioculturais.


Elas podem nascer nas mais diversas funções de acordo com sua missão neste mundo. Juí­zes, promotores, escritores, artistas, esportistas, professores, médicos, empresários, polí­ticos, funcionários das mais diversas empresas, donas de casas, estudantes...


As mais diversas pessoas estão vindo de outros planetas para auxiliar nas mudanças necessárias na civilização terrena.


Essas pessoas, em geral, demonstram um comportamento mais evoluí­do, não costumam corromper-se com a perversidade, com lucros fáceis, com perversões do caráter, da moral e da ética. Essas pessoas têm a missão de servirem como um sustentáculo para que a humanidade da Terra não se auto-destrua antes da grande transição planetária.


Vamos pensar melhor antes de qualquer decisão!!!

3 de julho de 2011



RESPIRAÇÃO

Podemos descobrir o espaço interior criando lacunas no fluxo de pensamentos. Sem elas, o pensamento se torna repetitivo, desprovido de inspiração, sem nenhuma centelha criativa - e é assim que ele é para a maioria das pessoas. Não precisamos nos preocupar com a duração dessas lacunas. Alguns segundos bastam. Aos poucos, elas irão aumentar por si mesmas, sem nenhum esforço de nossa parte. Mais importante do que fazer com que sejam longas é criá-las com frequencia para que nossas atividades diárias e nosso fluxo de pensamento sejam entremeados por espaços. 





Certa ocasião alguém me mostrou a programação anual de uma grande organização espiritual. Quando a examinei, fiquei impressionado pela rica seleção de seminários e palestras interessantes. A pessoa me perguntou se eu poderia recomendar uma ou duas atividades. "Não sei, não. Todas elas me parecem muito interessantes. Mas eu conheço esta: tome consciencia da sua respiração sempre que puder, toda vez que se lembrar. Faça isso durante um ano e terá uma experiência transformadora bem mais forte do que a participação em qualquer uma dessas atividades. E é de graça." Tomar consciência da respiração faz com que a atenção se afaste do pensamento e produz espaço. É uma maneira de gerar consciência. Embora a plenitude da consciência já esteja presente como o não-manifestado, estamos aqui para levar a consciência a essa dimensão.Tome consciência da sua respiração. Observe a sensação do ato de respirar. Sinta o movimento de entrada e saída do ar ocorrendo em seu corpo. Veja como o peito e o abdomen se expandem e se contraem ligeiramente quando você inspira e expira. Basta uma respiração consciente para produzir espaço onde antes havia a sucessão ininterrupta de pensamentos. Uma respiração consciente (duas ou três seria ainda melhor) feita muitas vezes ao dia é uma maneira excelente de criar espaços em sua vida. Mesmo que você medite sobre sua respiração por duas horas ou mais, o que é uma prática adotada por algumas pessoas, uma respiração basta para deixá-lo consciente. O resto são lembranças ou expectativas, isto é, pensamentos.

Na verdade, respirar não é algo que façamos, mas algo que testemunhamos. A respiração acontece por si mesma. Ela é produzida pela inteligência inerente ao corpo. Portanto, basta observá-la. Essa atividade não envolve nem tensão nem esforço. Além disso, note a breve suspensão do fôlego - sobretudo no ponto de parada no fim da expiração - antes de começar a inspirar de novo. Muitas pessoas tem a respiração curta, o que não é natural.

Quanto mais tomamos consciência da respiração, mais sua profundidade se estabelece sozinha.Como a respiração não tem forma própria, ela tem sido equiparada ao espírito - a Vida sem uma forma específica - desde tempos ancestrais. "O Senhor Deus formou, pois, o homem do barro da terra, e inspirou-lhe nas narinas um sopro de vida; e o homem se tornou um ser vivente." A palavra alemã para respiração - atmen - tem origem no termo sânscrito Atman, que significa o espírito divino que nos habita, ou o Deus interior.

O fato de a respiração não ter forma é uma das razões pelas quais a consciência da respiração é uma maneira eficaz de criar espaços na nossa vida, de produzir consciência. Ela é um excelente objeto de meditação justamente porque não é um objeto, não tem contorno nem forma. O outro motivo é que a respiração é um dos mais sutis e aparentemente insignificantes fenômenos, a "menor coisa", que, segundo Nietzsche, constitui a "melhor felicidade".

Cabe a você decidir se vai ou não praticar a consciência da respiração como verdadeira meditação formal. No entanto, a meditação formal não substitui o empenho em criar a consciência do espaço na sua vida cotidiana. Ao tomarmos conciência da respiração, nos vemos forçados a nos concentrar no momento presente - o segredo de toda a transformação interior, espiritual. Sempre que nos tornamos conscientes da respiração, estamos absolutamente no presente. Percebemos também que não conseguimos pensar e nos manter conscientes da respiração ao mesmo tempo.

A respiração consciente suspende a atividade mental. No entanto, longe de estarmos em transe ou semidespertos, permanecemos acordados e alerta. Não ficamos abaixo do nível do pensamento, e sim acima dele. E, se observarmos com mais atenção, veremos que essas duas coisas - nosso pleno estado de presença e a interrupção do pensamento sem a perda da consciência - são, na verdade a mesma coisa: o surgimento da consciência do espaço. 

Eckhart Tolle